Peças para o próximo leilão

307 Itens encontrados

Página:

  • Cia da índias. Rara molheira com presentoir de porcelana cia das índias.  Decoração Família Rosa. cerca 1900. med. 10  cm x 16,5  cm x  9,5  cm (molheira),  17 cm x 14  cm (presentoir). Marcas do tempo. No estado.
  • Antigo e raro armário de canto europeu, portas pintadas à mão com temática cena de interior. internamente possui três prateleiras. Necessita de reparo.No estado. Medidas: Alt. 92,0 cm;  Larg. 38,0 cm; Prof. 38,0 cm.
  • Lindíssimo serviço de cristal francês Saint Louis, marcado, com rica lapidação, composto por 148 peças, sendo  Taças perfeitas: 19 taças para água Alt. 20,0 cm; 27 taças para vinho tinto Alt. 18,5 cm; 35 taças para vinho branco Alt. 17,0 cm; 28 taças para champagne Alt. 15,5 cm.  TOTAL PERFEITOS: 109 peças. Com bicados e trincados: 14 taças para água; 10 taças para vinho tinto; 8 taças para vinho branco e 5 taças para champagne. TOTAL COM DEFEITOS: 37 peças. 2 garrafas para vinho ( uma com tampa não original ).TOTAL 148 peças.NOTA: O SERVIÇO É COMPOSTO POR 148 PEÇAS.
  • Baccarat - Belo centro de mesa oitavado em cristal francês, Baccarat, decorado com rica lapidação. Medidas: Alt. 11 cm; Diâmetro 20  cm. marcas de uso. No estado.
  • Regina Veiga (1890, Rio de Janeiro/RJ - 1968, Rio de Janeiro /RJ), "Colônia de Pescadores da Praia de Copacabana", óleo sobre tela, Med. 60 x 90 cm (a obra); 95 x 125 cm (a moldura). Assinado. Representando pescadores no final de tarde fazendo manutenção das redes da antiga colônia de pesca da Praia de Copacabana - Posto 6 - Copacabana/RJ.  Presença de  "craquelets" da camada pictórica inerentes ao tempo.  Nota : Este lote não pode ser enviado pelos correios. NOTA BIOGRÁFICA:Regina Veiga (Rio de Janeiro, 1890 -- Rio de Janeiro, 1968) foi uma pintora, desenhista e professora brasileira.BiografiaIniciou seus estudos com o professor Rodolfo Amoedo. Em seguida viajou para a Europa onde viveu e estudou por vários anos entre Paris, onde foi aluna da Academia Julian, e Munique onde teve por mestre Heilmann.1Exposições e prêmiosRetornou à sua cidade natal em 1916 e logo organizou uma exposição na Galeria Jorge. Essa exposição, segundo o crítico Carlos Rubens, atraiu todo o Rio e espantou o burguês pudibundo com sua arte audaciosa de realismo e de tocante emotividade. Vendo os seus nús de impressionante beleza plástica e quadros como "Imigrantes", não se podia perder a convicção de estar-se vendo uma artista completa, cujas qualidades confirmaria noutros trabalhos... 2Na sua estreia no Salão Nacional de 1907, quando mereceu uma menção honrosa, já havia despertado a atenção de Gonzaga Duque que fez sobre ela e seus trabalhos elogiosa apreciação. Frequentadora assídua do Salão, obteve a medalha de bronze em 1913, a pequena medalha de prata em 1917 e a grande medalha de prata na edição de 1918.3Em 1940 participou do II Salão Feminino de Belas Artes, no Rio de Janeiro, e do II Salão do Instituto de Belas Artes do Rio Grande do Sul, com premiações.Em julho de 1945, organizada pela diretoria do Museu Nacional de Belas Artes, realizou-se no Rio de Janeiro uma exposição de quadros tendo como tema a cidade de Paris. Convidados exclusivamente artistas brasileiros que haviam estudado na bela capital francesa, compareceu também Regina Veiga ao lado de conhecidos e competentes pintores todos com obras de alta qualidade.4O pintor Osvaldo Teixeira que era, em 1950, diretor do Museu Nacional de Belas Artes, com o apoio do Ministro da Educação, resolveu organizar uma grande mostra da pintura brasileira a partir do momento em que ela começava a se consolidar, tomando por marco dessa consolidação, o ano de 1850. Assim, com a colaboração dos conservadores do Museu, montou-se uma exposição que tomou o título de Um século da pintura brasileira. Foram elencadas as melhores obras do acervo da instituição, evidentemente de autoria, todas elas, dos nomes mais expressivos da arte de pintar. Ali estavam representados trabalhos de, entre outros, Vitor Meireles, Pedro Américo, Almeida Júnior, Amoêdo, Antônio Parreiras, Visconti até José Pancetti, Cândido Portinari, Expedito Camargo Freire e Malagoli que eram, para o ano da exposição, relativamente moços. Como reconhecidamente fazia parte dessa plêiade, não podia ficar fora a competente pintora Regina Veiga representando o sexo feminino ao lado de Georgina de Albuquerque e de Haidéa Santiago. De Regina foi apresentado um Auto-retrato a óleo, na medida de 60 x 50 cm, datado de 1941.5Regina Veiga tem obras no acervo do Museu Nacional de Belas Artes e na Pinacoteca do Estado de São Paulo.BibliografiaRUBENS, Carlos. Pequena história das artes plásticas no Brasil. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1941.LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.BRAGA, Teodoro. Artistas pintores no Brasil. São Paulo: São Paulo Edit., 1942.DUQUE, Gonzaga. Contemporâneos. Rio de Janeiro: Tip. Benedito de Sousa, 1929.Referências Carlos Rubens, ob. cit., p. 239 Carlos Rubens, ob. cit. p. 239 Teixeira Leite, ob. cit. p. 519 Boletim de Belas Artes, nº 8, 1945, p. 62 catálogo da exposição Um século da pintura brasileira ed. do Museu, p. 55
  • Rara cremeira de Porcelana Chinesa, Cia das índias, revestida por esmalte dito "powder blue", decorado com elementos  dourados em reserva, retratando cenas do campo oriental com vegetação e pagodes . Dinastia Qing (1644-1911). Marcas de uso. Desgaste dos elementos decorativos dourados. No estado. Med. 12 x 8 x 10 cm (bico a  alça). Coleção Particular Rio de Janeiro/RJ.
  • Sergio Rodrigues (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro,, 1927 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014),  Par de "bancos Mochos", Estrutura em madeira de lei maciça, com assento em peça única torneada e esculpida, três pés torneados com traves. Primeira peça industrializada e vendida na Oca, é uma interpretação livre do banquinho da leiteira. Med. 40 x 45 x 45 cm de profundidade. Marcas de uso. Arranhões. No estado.Nota: Link  do Instituto Sergio Rodrigues , com texto e pesquisa por Regina Zappa .http://www.institutosergiorodrigues.com.br/Biografia/22/Sessenta-anos-com-o-Mocho
  • Rara Caneca de  porcelana Chinesa da Companhia das Índias, Dinastia Qialong, circa 1760,  Ricos esmaltes da família Rosa retratando cenas palacianas do cotidiano em reserva. China - Séc XVIII. Med 11,5 cm de altura; 9 cm de diâmetro; 13 cm maior largura contando com alça. Marcas de uso. Presença de antigo pequeno restauro na alça e bicado na borda. NOTA : pendant do lote 74 - RARO.
  • Rara Caneca de porcelana Chinesa da Companhia das Índias, Dinastia Qing.  Ricos esmaltes da família Rosa retratando cenas palacianas em reserva. Med 12 cm de altura; 9,5 cm de diâmetro; 15 cm maior largura contando com alça. Marcas de uso. Presença de bicado na borda. NOTA : Faz Pendant com o Lote 274. RARO.
  • Rara Caneca de porcelana Chinesa da Companhia das Índias, Dinastia Qing.  Ricos esmaltes da família Rosa retratando cenas palacianas em reserva. Med 13,5 cm de altura; 10 cm de diâmetro; 16 cm maior largura contando com alça. Marcas de uso. Presença de bicado na borda. NOTA : Faz Pendant com o Lote 277. RARO.
  • Rara Caneca de porcelana Chinesa da Companhia das Índias, Dinastia Qialong, circa 1760, Ricos esmaltes da família Rosa retratando cenas palacianas do cotidiano em reserva. China - Séc XVIII. Med 16 cm de altura; 12 cm de diâmetro; 17 cm maior largura contando com alça. Marcas de uso. Presença de antigo pequeno restauro na alça e bicado na borda. NOTA : pendant do lote 72 - RARO.
  • Rara Caneca de porcelana Chinesa da Companhia das Índias, Dinastia Qialong, Ricos esmaltes da família Rosa retratando cenas palacianas em reserva. China - Séc XVIII. Med 14,5 cm de altura; 11 cm de diâmetro; 16 cm maior largura contando com alça. Marcas de uso. Presença de antigo restauro na borda e bicado.
  • Caneca de  porcelana Chinesa da Companhia das Índias, Dinastia Qing, esmaltes da família verde retratando cenas do cotidiano em reserva. Med 13,5 cm de altura; 9,5 cm de diâmetro; 14 cm maior largura contando com alça. Marcas de uso. Presença de pequeno restauro de bicado na borda.
  • Grande Caneca de porcelana fartamente decorada em ouro sobre o branco com temática zoomórfica e fitomórfica enquanto predominantes. Borda ligeiramente  recortada. Med. 15,5 cm de altura; 12,5 cm de diâmetro; 18 cm maior largura contando com alça. Marcas de uso. Presença de fio de cabelo interno e antigo restauro. No estado.
  • Rara Caneca de porcelana fartamente decorada com glazed de temática floral branco sobre branco, simulando uma  "renda" . Policromia representada por cena com figuras sobre ponte em jardim,  pagodes  e  caçada sobre fundo branco. Barra inferior com decoração floral ao estilo da família rosa . Internamente arabescos em prata. Med. 13 cm de altura; 8,5 cm de diâmetro; 12 cm  maior largura contando com alça. Marcas de uso. Presença de antigo pequeno restauro na borda e na alça.
  • Grande Caneca de porcelana Chinesa  - Decoração Chinese Imari  com fartas ramagens de flores em azul índigo e rouge de fer sobre fundo branco. Med. 20,5 cm de altura; 13 cm de diâmetro; 17 cm maior largura contando com a alça. Marca de uso.
  • Grande Caneca de porcelana Cia das Índias, exuberante decoração com "glazed" em alto relevo representando cena de interior palaciano , que reproduz minuciosamente mobiliário e objetos decorativos. China - Dinastia. Med. 16,5 cm de altura x 11,5 cm de diâmetro; 17 cm maior largura contando com alça. Marcas de uso. Pequenas faltas
  • Virgilio Mauricio (1892,Brasil - Alagoas -Lagoa da Canoa/ 1937,Brasil -Minas Gerais-Belo Horizonte), "Nú feminino", òleo sobre tela, assinado e datado de 1921. Med 54 x 32 x  cm (a obra);  70  x  49  cm (a moldura). Sujicidade sobre a camada pictórica.
  • Mario Tullio (1894, Veneza-Italia/ 1962, Recife-Pernambuco/Brasil), "Paisagem iconográfica com dedo de Deus ao Fundo", Óleo sobre tela. assinado e datado de 1927. Med 68 x 108 cm (a obra);  91 x 130 cm (a moldura). Sujicidade sobre a camada pictórica.  Nota : Esta obra não poderá ser enviada pelos correios.
  • Zaven Paré - Eric Zavenne Paré (1961, Bordj El Kiffan, Argélia),  "Sem título",Técnica mista sobre filtro de papel para coar café. Assinado e datado 1996 no verso. med 17 x 34 cm (a obra); 29  x 46  cm (Moldura). Marcas do tempo. No estado. Coleção particular Eliane Maria de jesus Rio de Janeiro/RJ, proveniente do espólio de Romaric  Buel.  Nota: Zaven Paré é um artista francês de novas mídias que nasceu em 1961.Pintor para fabricação estatal de tapeçaria de Beauvais em 1987, trabalhou para a Manufacture des Gobelins N.I.M.E.S. projeto sobre a substituição do gabinete de Chevreul. Ele se tornou pintor da Fabricação Nacional de Sèvres em 1991.Em 1988, ele criou sua primeira estrutura de inflação para o set design da coreógrafa Marie Chouinard, para o Festival de Artes Olímpicas de Calgary, e começou a trabalhar para o Edouard Lock. Ele desenhou as telas de projeção de vídeo circular para a turnê David Bowie de 1990 e projetou uma instalação de som para Mauricio Kagel em 1992 no Museu de Arte Contemporânea de Montreal. Em 1998, ele projetou um piso de dupla inclinação para o design conjunto de Don Giovanni na Opéra Bastille.Em 1996, Zaven Paré projetou sua primeira Marionette eletrônica a partir de uma fonte de retroprojetor de video no Canadá 1, seguida em 1999 pela versão digital (marionete digital com orientação eletrônica), controlada por um teclado, para o show que ele dirigiu no Centro Cotsen para Puppetry of CalArts (Instituto das Artes da Califórnia). 2 Em 2002, projetou a versão analógica de sua marionete eletrônica, controlada por voz, desta vez para Valère Novarina no Festival d'Avignon. 3 Essas duas marionetas estão, respectivamente, na coleção do Instituto Ballard e Museu de Puppetry e do Museu Gadagne. 4 Zaven Paré é um dos pesquisadores do Robot Actors Project do professor Hiroshi Ishiguro.Concessões1999 e 2001 French American Fund of Performing Arts, Instituto de Artes da Califórnia.2002 RioArte, Rio de Janeiro.2009 Villa Kujoyama, Kyoto.2010 Japan Society for Promotion of Science, Universidade de Osaka.2011 Premio Sergio Motta em Arte e Tecnologia, São Paulo.Entrevista biográfica com o artista :  https://www.youtube.com/watch?v=NweSR8bEtr8Nota : Toda obra internacional será considerada atribuída.

307 Itens encontrados

Página: